TELEVISÃO ABERTA E A CONCORRÊNCIA 

Não faz muito tempo o único meio de transmitir conteúdo de audiovisual era somente com a televisão aberta, que na época nem tinha esse adjetivo, era somente televisão.

No mundo inteiro era assim, em alguns países ela se tornou importante em outros nem tanto. Na Europa, por exemplo, ela comecou estatal e apenas quando entrou a iniciativa privada foi que ela conquistou a população.

No Brasil, parece que já nasceu batendo recordes de audiência. Chegou logo a atingir 98% dos lares do país. Um fenômeno mundial.

A primazia começou a ser ameaçada com a chegada TV a cabo e mais recentemente a ipTV ou televisão via internet.

À televisão via internet está mudando (ou já mudou) o hábito dos telespectadores, que não são mais espectadores. Com a internet assiste-se o que deseja e quando se deseja.

Uma das principais empresas do setor, a Netflix, nesta semana, teve suas ações mais valorizadas que as da GM.

Mas não para por aí. Na semana passada publiquei uma matéria sobre televisão em 4G. Foi uma experiência bem sucedida, que ocorreu na Espanha, onde foi feito um broadcast, ou melhor um multicast de 4 canais de HDTV utilizando a rede de telefonia 4G.
Nas corridas de Fórmula 1, nos autódromos, já estão fazendo multicast de HDTV em 4G.

O nosso próximo aparelho de TV não será um smart TV, apenas com conexão com a internet, mas certamente terá um chip 4G para receber conteúdo de audiovisual e talvez também dar um telefonema.

Vejam a próxima matéria: “A Briga pelo Espectro Esquenta – Vem aí O 5G”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s