IBC

IBC e a luz FullSpectrum

IBC

O IBC 2016 teve uma unanimidade: a luz de Full Spectrum, a luz 4K.

Obvio! A consolidação do 4K levou a isso. Com seu enorme espaço de cor e com maiores latitudes de contrastes, a produção em 4K exige uma iluminação compatível com a capacidade de registro dos sensores 4K.
A produção em HD antecipou o problema, mas agravou mesmo com o 4K. Não foi só um incremento na quantidade de cores mas também na gradação tonal.
O novo índice de avaliação de luz, o TM30, proposto pela IES deixa isso muito claro. Ele mede não apenas mais cores (100 cores contra 16 do TLCI e apenas 8 do CRI) mas esse novo índice mede a saturação.

É chato dizer mas já falávamos disso em 2013, em 2014 fomos os pioneiros em lançar uma linha de luminárias de LED Full Spectrum.
A “fila” está andando rápido demais. Tem muita gente boa que ainda nem entendeu o CRI, mas o padrão já mudou para o TLCI e agora é o TM-30.

Assim, você tem 3 alternativas: usar a luz do Sol, tentar ressuscitar o falecido tungstênio ou avançar para os LEDs Full Spectrum da Energia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s