Arquivo da categoria: Audiencia da TV Digital

SMPTE Aprova pacote padrão ST2110 para IP

SMPTE approves ST 2110 standards suite for IP

SMPTE Aprova pacote padrão ST2110 para IP

By George Bevir

18 September 2017

 

 

 

 

IBC2017: SMPTE has announced at IBC the approval of the first standards within SMPTE ST 2110, the standards suite for carrying content over internet protocol (IP).

IBC 2017: a SMPTE anunciou no IBC a aprovação dos primeiros padrões no SMPTE ST 2110, o padrão é adequado para transportar conteúdo por meio de protocolo de internet (IP).

 

IP Showcase in Room E106 at IBC2017

 

The Professional Media Over Managed IP Networks standards suite specifies the carriage, synchronization and description of separate elementary essence streams over professional IP networks in real-time for the purposes of live production, playout and other professional media applications.

“Radically altering the way professional media streams can be handled, processed and transmitted, SMPTE ST 2110 standards go beyond the replacement of SDI with IP to support the creation of an entirely new set of applications that leverage information technology (IT) protocols and infrastructure,” said SMPTE President Matthew Goldman, senior vice president of technology, TV and media, at Ericsson.

“Our Drafting Group worked diligently to complete the first documents of this critical standards suite.

 

“The formal standardization of the SMPTE ST 2110 documents enables a broad range of media technology suppliers to move forward with manufacturing and meet the industry’s high demand for interoperable equipment based on the new suite of standards.”

 

O pacote de padrões de redes de mídia Professional Managed IP Networks especifica o transporte, sincronização e descrição de fluxos de essência elementares, separados em redes IP profissionais, em tempo real, para fins de produção ao vivo, playout e outros aplicativos de mídia profissional. “Altera radicalmente a forma como os fluxos de mídia profissionais podem ser tratados, processados ​​e transmitidos, os padrões SMPTE ST2110 vão além da substituição do SDI por IP para suportar a criação de um conjunto inteiramente novo de aplicativos que utilizam protocolos e infra-estrutura de tecnologia da informação (TI)” Disse o presidente da SMPTE, Matthew Goldman, vice-presidente sênior de tecnologia, TV e mídia, na Ericsson. “O nosso Grupo de Redação trabalhou diligentemente para completar os primeiros documentos desta série de padrões críticos. A padronização formal dos documentos SMPTE ST2110 permite a uma ampla gama de fornecedores de tecnologia de mídia, avançar com a fabricação e atender a alta demanda da indústria de equipamentos interoperáveis ​​com base no novo conjunto de padrões”.

 

 

The new SMPTE ST 2110 standards are a primary focus of the IP Showcase at IBC2017, where SMPTE has joined forces with the Audio Engineering Society (AES), Alliance for IP Media Solutions (AIMS), Advanced Media Workflow Association (AMWA), European Broadcasting Union (EBU), IABM, Media Networking Alliance (MNA), and Video Services Forum (VSF) to support the event.

Os novos padrões SMPTE ST2110 são um dos principais focos da IP Showcase no IBC2017, onde a SMPTE uniu forças com a AES (Audio Engineering Society), Alliance for IP Media Solutions (AIMS), Advanced Media Workflow Association (AMWA), European Broadcasting União (EBU), IABM, Media Networking Alliance (MNA) e Video Services Forum (VSF) para apoiar o evento.

 

The IP Showcase features the latest advances in IP technology for the professional media industries and demonstrates how SMPTE ST 2110 standards add value. Numerous interoperability demonstrations assist broadcast/IT engineers, CEOs, producers, and others in understanding how they can leverage the benefits of ST 2110 standards.

According to SMPTE, with the ST 2110 standards, intra-facility traffic now can be all-IP, which means that organisations can rely on one common data centre infrastructure rather than two separate facilities for SDI and IP switching/routing.

The foundation for the first SMPTE ST 2110 standards came from Video Services Forum (VSF) Technical Recommendation for Transport of Uncompressed Elementary Stream Media Over IP (TR-03), which VSF agreed to make available to SMPTE as a contribution toward the new suite of standards.

SMPTE ST 2110 standards make it possible to separately route and break away the essence streams — audio, video, and ancillary data.

This advance simplifies, for example, the addition of captions, subtitles, and Teletext, as well as tasks such as the processing of multiple audio languages and types.

Each essence flow may be routed separately and brought together again at the endpoint. Each of the component flows — audio, video, and ancillary data (there may be multiple streams of each type) — are synchronised, so the essence streams are co-timed to one another while remaining independent.

 

O IP Showcase apresenta os últimos avanços na tecnologia IP para as indústrias de mídia profissional e demonstra como os padrões SMPTE ST2110 agregam valor. Numerosas demonstrações de interoperabilidade ajudam os engenheiros de transmissão / TI, CEOs, produtores e outros a entender como eles podem aproveitar os benefícios dos padrões ST2110.

De acordo com a SMPTE, com os padrões ST2110, a instalação agora pode ser All-IP, o que significa que as organizações podem confiar em uma infraestrutura de data center comum, em vez de duas instalações separadas para SDI e IP switching / routing. A base para os primeiros padrões SMPTE ST2110 veio da Recomendação Técnica do Video Services Forum (VSF) para a Transmissão de Stream Não-Comprimidos por IP (TR-03 ), que a VSF concordou em disponibilizar para a SMPTE, como uma contribuição para o novo conjunto de padrões. Os padrões SMPTE ST2110 tornam possível rotear e separar separadamente os fluxos essenciais – áudio, vídeo e dados auxiliares. Este avanço simplifica, por exemplo, a adição de geradores de carácteres, legendas e teletexto, bem como tarefas como o processamento de vários idiomas e tipos de áudio. Cada fluxo de conteúdo pode ser encaminhado separadamente e reunido novamente no ponto final. Cada um dos fluxos de componentes – áudio, vídeo e dados auxiliares (pode haver vários fluxos de cada tipo) – são sincronizados, de modo que os fluxos essenciais são co-timed um ao outro enquanto permanecem independentes.

Anúncios

A TV Viverá para Sempre

Por Ann-Marie Corvin

15 Setembro 2017

IBC 2017

A TV está aqui para ficar para sempre e aqueles que previam sua queda estão errados, de acordo com o chefe de distribuição da TF1 , Fabrice Mollier.

 

Fabrice Mollier fala com Caroline Frost Mollier, acrescentou que os pessimistas provavelmente trabalham em publicidade, de acordo com o chefe de distribuição da TF1, Fabrice Mollier.

Compartilhando uma série de estatísticas que criaram o caso para o futuro saudável e onipresente da TV comercial, fez uma participação de cortesia na sessão da manhã desta quinta-feira, a TV não está indo para qualquer lugar, Mollier argumentou que a TV está no cerne do uso de vídeo.

De acordo com Mollier, na França, 4,6 milhões de pessoas assistem televisão todos os dias, independentemente da tela, enquanto as pessoas de 45 milhões assistem televisão ao vivo diariamente em uma tela de TV. Mollier acrescentou que o público cativo da TV aberta também não está pressionando o desligamento da TV tão rápido quanto os analistas previram uma vez.

 

“Apesar de uma década de perturbação, a TV padrão manteve-se resiliente” Mollier pegou o mercado mais perturbador da Europa – o Reino Unido – e demonstrou como a televisão representa 57% de todo o consumo de vídeo digital. A TV também tem a liderança no consumo de vídeo digital na França (93 %), Irlanda (69%) Suíça (93 %) e Canadá (62 %).

 

Uma das razões pelas quais a morte da TV foi tão exagerada foi que os próprios anunciantes tenderam a subestimar o consumo de TV, afirmou Mollier.

 

Em um estudo da emissora comercial britânica ITV, os anunciantes tendiam a subestimar a quantidade de pessoas “normais” de TV vistas por dia em quase 50 minutos. Ele acrescentou que a verdade era que, apesar de uma década de interrupção, a exibição de TV padrão permaneceu resiliente. Usando o Reino Unido novamente como um caso em questão, onde 89% dos domicílios têm acesso à internet, a exibição de TV permaneceu estática às três horas e trinta minutos por dia.

No entanto, se a TV continuaria a sua resiliência e desafiar seus “profetas do apocalipse”,  é um ponto irrelevante. Mollier disse que a TV seria para sempre – mas quando o público da sessão IBC foi entrevistado, apenas 20% da audiência concordaram com ele, com 80% dando TV apenas mais 10 anos.

Nielsen Está de Olho no Consumo de Noticias na Televisão: Quem vê? Onde? E quanto?

Nielsen, que é o principal instituto de pesquisa de audiência dos Estados Unidos, no seu relatório de resultados do primeiro trimestre de 2017, mostra o consumo de notícias locais; seu crescimento, sua diversidade de telespectadores e seu papel extraordinário.

Nos 5 principais mercado, o tempo gasto assistindo noticias aumentou de 39,7 bilhões de minutos para 44 bilhões de minutos, comparando o primeiro trimestre de 2016 com 2017, foi um crescimento de 11%.

Na média semanal, as notícias locais chegaram a 40% das pessoas na população demográfica 25-54. Isso é comparado a 32% para notícias nacionais e 7% para notícias por TV a Cabo. “No mesmo período, os adultos passaram 2 horas e 22 minutos assistindo notícias locais, que é mais que o dobro da quantidade de tempo gasto assistindo a transmissão de notícias nacionais”, escreve Justin La Porte, VP de Pesquisa de Audiência Local da Nielsen.

Aqui estão os principais mercados de notícias, em medidores de pessoas:

 

Em termos de quanto tempo as pessoas gastam assistindo notícias locais, ou notícias de transmissão ou cabo nos mercados da LPM, os telespectadores em Pittsburgh (#23 ) e St. Louis (#21 ) não podem receber notícias de TV suficientes. E, nenhuma surpresa para as pessoas em San Francisco / San Jose / Oakland (# 6), o tempo gasto assistindo notícias lá atrasa. E em mercados que usam set meters, Nashville (# 9) e Ft. Myers / Nápoles (# 6 ) são tops com Memphis (# 5 ) o maior consumidor  de noticias locais.