Arquivo da categoria: Cinema

Jornalismo não é brincadeira, é pauleira pura

Vem ocorrendo uma sequencia, fruto de um ciclo virtuoso, que começa com o aumento de qualidade dos padrões de videos, HD, Full HD, 4K, 8K, etc, seguido pelo aumento de qualidade da câmeras, com aumento de processamento, aumento no consumo de energia das câmeras e a consequente melhoria das baterias, com aumento de capacidade de corrente e com o aumento da capacidade armazenamento de energia das baterias, saltando de 100 Wh para 150 Wh, 200 Wh e agora para 300 Wh, lançadas pela Energia a um ano atrás, no inicio de 2019.

E aí surgem 2 problemas: as autoridades de transportes que continuam travadas no passado, com o limite de 100 Wh e os carregadores antigos, ainda em utilização em muitas emissoras e produtoras, limitados em 2Ah, podendo demorar até 24 horas para recarregar uma bateria de 300Wh. Um dia produz e o outro carrega???

O segundo problema é fácil de resolver – A Energia lançou 2 tipos da carregadores: o modelo desktop TC-2, com 6Ah capaz de carregar 2 baterias de 300Wh em apenas 8 horas e o super carregador portátil TC-LJ com 8Ah de capacidade, carrega uma bateria de 300Wh em apenas 3 horas.

As novas baterias de 300Wh da Energia, alem de atender as demandas por mais energia (tempo de operação) e também a demanda por mais corrente suportando até 15A de corrente de operação, as novas baterias EP-L300 têm o menor custo Wh/US$.

LED – A importância do fósforo

Os LEDs são, basicamente, constituídos de duas partes:

Um diodos emissor de irradiação de ondas eletromagnéticas, na frequência do ultra violeta ou da cor azul e de uma camada de material luminescente. Essa irradiação, ao se chocar com a camada luminescente, emite luz. A qualidade desta luz depende, fundamentalmente, da qualidade desta camada de material luminescente chamada de fósforo.

Atualmente, uma das principais linhas de pesquisa é sobre o fósforo, pois os LEDs são utilizados para iluminar as cenas de TV ou de cinema, mas também para iluminar as telas dos celulares, dos televisores e as super telas. A Energia desde 2010 acompanha essas pesquisas e desde 2014 todas as nossas luminárias eram Full Spectrum.

Existem diversos índices que indicam a qualidade dessa luz: CRI, TLCI, TM-30, etc. Atualmente, o que melhor indica a qualidade é o TLCI que compara a luz emitida pelo LED, captada por um sensor digital de alta performance. O resultado desse índice, em percentagem, indica a fidelidade de reprodução de cores, variando até 100% que correspondente a total fidelidade, equivalente a luz do Sol.

Um LED com TLCI abaixo de 80% é aceito para iluminação geral e de serviço.

Uma luminária com TLCI entre 80% e 95% é aceito para produções de vídeo de baixa qualidade.

Para produção de alta qualidade tipo Full HD, 4K e alem, necessita de luz com qualidade de 98% ou acima.

Um baixo valor do índice pode representar não apenas um erro de saturação das cores, mas também, um erro de deslocamento de fase da cor (hue).

Atualmente todas as luminárias da Energia possuem LEDs com TLCI acima de 98%, entre as quais destacamos o Cobra COB.

O on-camera super robusto, campeão de audiência, presente em 9 entre 10 câmera de jornalismo
Com um único LED tipo COB, produz uma luz com uma única sombra

PRÉ-LANÇAMENTOS DA ENERGIA 2020

A Energia lançará várias novidades sobre sua Linha de Produtos para 2020.

Algumas dessas novidades serão antecipadas a partir das Feiras da SET em São Paulo, da BIRTV em Beijing e da IBC em Amsterdam.

TC-LJ – Carregador Super Rápido

Enfim um carregador para quem não tem tempo a perder!

Trata-se de um carregador portátil com 8A de capacidade, isso significa 4 vezes mais potente que os carregadores comuns. Os tempos de Carga serão reduzidos extremamente.

POCKELITE F7

É uma luminária que todos os diretores de fotografia e cinegrafistas iram desejar ter no bolso da jaqueta.

É uma luminária tipo On-Camera, RGBW com mais de 16 milhões de cores e geradora de efeitos, capaz de simular as luzes de veículos de emergência (polícia, ambulância e bombeiros) e inúmeros outros efeitos.

Acordeon

Luminária com lente Fresnel de cristal e superpotente, 10.340 lux@3m@180 (equivalente mais de 4KW de tungstênio com filtro daylight).

Possibilidade de ajustes de intensidade (dimmer) e de foco por DMX.

Luz de alta qualidades com TLCI acima de 98%.

Alimentação por AC ou por baterias tipo V-Mount ou Golden Mount.

Pockelite F7

Uma joia que não pode faltar

A Energia lança o PockeLite F7 a primeira luminária On-Camera RGBW.

Super completa ela dispõe de todos os efeitos: Carro de polícia, ambulância, bombeiros, simula incêndio, relâmpagos, tela de TV, etc… e claro, todas as cores do arco-íris (HSI 0-360) e com luz branca de 2500K à 7000K com CRI acima de 97%.

Feita para durar, ela é toda metálica e com acabamento sofisticado tem espessura de 15mm apenas.

Pequena no tamanho, mas forte na iluminação com 12W gera uma iluminâcia de ate 4060 lux em 0,3m.

A Pockelite F7 é equipada com bateria interna íon de lítio com 30.000mAh, que garante mais de 2h de operação a cada recarga. Podendo ser recarregada por porta USB tipo C

Especificações:

Modelo: F7
Consumo: 12W 
Capacidade da bateria interna: 7.4V/3000mAh 22.2Wh 
Bi-Color: ajustável 2500K-9000K 
HSI: Hue (0-360)/Saturação 0-100/Intensidade 0-100%
Efeitos: Polícia, Ambulancia, TV, Relâmpagos, etc
Alimentação: 5V-15V 2A / Carga rápida QC3.0 através da porta USB Type-C  
CRI: 95+ 
Iluminância: 4060lx@0.3m  
Dimensões: 156 x 80 x 15mm 
Massa: 300g 

Com “Polícia Federal – A Lei É Para Todos”, o cinema brasileiro se destaca no feriado

POR REDAÇÃO

O fim de semana trouxe bons resultados de bilheteria ao cinema brasileiro. Enquanto “Polícia Federal – A Lei É Para Todos” alcançou um público de mais de 470 mil pessoas, “Lino” bateu o recorde de maior abertura de uma animação nacional, levando mais de 115 mil espectadores ao cinema.

Quanto ao thriller da New Cine & TV dirigido por Marcelo Antunez, estreou em 737 salas durante o feriado de 7 de setembro e se consagrou como o filme de maior abertura entre os nacionais de 2017.

Antes da estreia, o diretor da Downtown Filmes, Bruno Wainer, disse a TELA VIVA que o longa era aposta na busca por grandes bilheterias  fora da do gênero comédia. Segundo ele, não é fácil romper a barreira da classe C, sobretudo com filmes “sérios”. “Para ir bem, tem que ir bem em Aricanduva”, disse.

Dirigido por Marcelo Antunez, o thriller monta o passo a passo da investigação e os esforços para desvendar o esquema de lavagem de dinheiro e desvios para pagamento de propina para executivos de uma estatal do petróleo, empreiteiras, partidos políticos e parlamentares. Com roteiro de Gustavo Lipsztein e Thomas Stavros, o longa tem distribuição da Downtown Filmes/Paris Filmes.