Arquivo da categoria: Uncategorized

Globo faz transmissão da Copa em 8K via satélite

By Panorama Audiovisual

Intelsat e Globo exibem vídeo 8K ao vivo durante a Copa do Mundo

A Intelsat e a Globo fecharam parceria para fazer transmissões ao vivo de vídeo 8K Ultra-HD no Brasil na Copa do Mundo de 2018. De 14 de junho até 15 de julho, o conteúdo é transmitido como parte de uma exposição no Museu de Amanhã, o museu de ciências do Rio de Janeiro.

O sinal 8K está sendo transmitido como stream de vídeo de 200 Mbps no International Broadcast Centre em Moscou e transportado para Tóquio (Japão). O passo seguinte é o transporte para a Intelsat através do ponto de presença da Intelsat em Nova Iorque (Estados Unidos). O sinal será transmitido na rede terrestre IntelsatOne para o teleporto da Intelsat em Atlanta, Geórgia, onde será recodificado a 90Mbps usando um codificador em tempo real NTT 8K HEVC. Uma vez que o vídeo é comprimido, ele será modulado por um modem Newtec MDM-6100 em DVB-S2 e depois passará por um uplink para o Intelsat 14.

No museu do amanhã, além da imagem em 8K, a exibição inclui áudio imersivo em padrão Dolby Atmos Surround, com 22.2 canais, trazendo uma experiência de imersividade total aos espectadores. O sistema de sonorização foi montado em uma parceria com a Dolby e a Yamaha.

Novos estúdios da Rádio Globo no Rio de Janeiro

Rádio GloboFoi inaugurado esta semana no Rio os novos estúdios 100% digitais da Rádio Globo (98,1 MHz) e a CBN (92,5 MHz). E em todos os estúdios estão as luminárias da Energia com o que há de melhor em tecnologia e inovação.

Os estúdios deixaram o antigo local da Rua do Russel, na Glória, e passaram a ocupar o modernismo prédio da INFOGLOBO, na Cidade Nova, no Rio de Janeiro. Além da Cidade Nova, as rádios também têm programas nos Estúdios Globo, situados entre os bairros de Jacarepaguá e Curicica, no Rio, e no Brooklin Novo, outro recém-inaugurado, em São Paulo. Todos com iluminação da Energia.

Veja a reportagem completa clicando aqui .

Novos estúdios da Rádio Globo

O Prefeito de São Paulo, João Dória, visitou o novo estúdio da Rádio Globo de São Paulo e conta a importância do constante avanço do veículo. E com muita satisfação a Energia também contribuiu nas instalações com as suas diversas luminárias. E não é somente nos estúdios da Rádio Globo de São Paulo que as luminárias Energia estão presentes, mas também nos estúdios da CBN de São Paulo e nos estúdios da Rádio Globo do Rio de Janeiro.

Veja como ficou a situação financeira das maiores TVs abertas em 2017

Coluna

Ricardo Feltrin

magem: Getty Images/iStockphoto

Ricardo Feltrin

Colunista do UOL

02/01/2018 07h11

O ano que terminou não vai deixar muitas saudades à maioria absoluta das TVs abertas.

Com exceção da líder bilionária Globo, as demais emissoras devem encerrar o balanço de 2017 com pouco lucro, nenhum ou então no vermelho.

GLOBO

A Globo lucra muito porque concentra a fatia hegemônica da publicidade brasileira. Todo o Grupo Globo (TV aberta, paga, internet, rádio etc) estimam especialistas ouvidos sob anonimato pela coluna, deve fechar o faturamento na casa dos R$ 15 bilhões no ano passado. Seu lucro líquido deve permanecer na casa dos R$ 1,7 bilhão.

A emissora carioca, que tem de longe a melhor gestão,  vem fazendo cortes e ajustes sistemáticos de custos nos últimos anos, em todos os setores –inclusive na área artística.

RECORD

A Record deve faturar no total de R$ 1,8 bilhões a R$ 2,0 bilhões, mas aí estão incluídas as centenas de milhões anuais que a Igreja Universal repassa à emissora em troca de suas madrugadas.

No entanto, se houver lucro ele será bem menor que o do ano passado (o recorde de R$ 227 milhões). A emissora também fez grandes cortes e ajustes nos últimos três anos. Como empresa, a Record também passou por uma espécie de “higienização” de suas relações trabalhistas: hoje é uma das TVs que sofre menos ações de ex-empregados

O maior desafio da Record neste ano é repensar sua grade de programação, com o objetivo de valorizá-la. Especialmente a faixa nobre, que está em uma fase de baixa em termos de Ibope.

SBT

O SBT passou dezembro fazendo cortes de pessoal e de gastos. Em 2016 seu lucro líquido foi de apenas R$ 6,6 milhões, uma queda de 91% em relação ao ano anterior. Em 2017 a estimativa de faturamento (especulação) está abaixo de R$ 800 milhões, e a emissora deve fechar no vermelho. O Grupo Silvio Santos como um todo, aliás, tem passado por um ajuste.

A emissora ainda teve no ano passado o desprazer de ver confirmada uma multa de R$ 2 bilhões da Receita, devido a supostas irregularidades em tentativa de “salvamento” do banco Pan Americano –uma crise que se arrasta desde o fim da década passada.

Embora o Grupo SS ainda possa e esteja recorrendo em instâncias outras, esse passivo ainda pode se tornar grande fonte de desgosto contábil nos próximos anos.

BAND

A Band continua seu longo processo de recuperação financeira. Nos últimos anos promoveu corte de custos em todas as áreas, vendeu ativos (antenas de transmissão, por exemplo) e tem estudado a possibilidade de vender o canal 21 (no passado chegou a pedir R$ 1 bilhão à Universal, que não aceitou).

Ao mesmo tempo em que faz corte de custos, a Band pratica com empenho a venda de faixas de sua programação para terceiros, especialmente igrejas.

Sua área radiofônica é muito boa e ampla, mas infelizmente a publicidade em rádio vem caindo a cada ano.

O faturamento estimado do Grupo Band em 2017 deve ficar na casa dos R$ 350 milhões, mas a emissora tem algumas pendências para resolver, inclusive uma suposta dívida milionária com a Globo relativas a direitos de transmissão de futebol em anos passados.

O lucro líquido provavelmente será zero. Ou vermelho.

REDETV!

Em 2016 a emissora teve faturamento de cerca de R$ 390 milhões, mas sua lucratividade é desconhecida no mercado.

Em 2017 esse valor deve ter razoável queda, já que houve uma contração geral do mercado, com muita insegurança e menores investimentos.

Assim como a Band, a RedeTV! vende muitas faixas horárias para igrejas, e seu vice-presidente afirma que, sem isso, a emissora quebraria, conforme ele disse em entrevista ao UOL em março.

Disney compra a Fox por mais de US$60bi

A Disney e a Fox estão concluindo um acordo que poderá ser anunciado na próxima semana: Fontes familiarizadas informam que as conversas progrediram e um acordo poderá ser anunciado na próxima semana, disseram fontes à CNBC. O valor da empresa e dos ativos da Fox no negócio é visto como mais de US $ 60 bilhões. A Fox venderia ativos de produção de filmes e televisão e manteria sua rede de notícias, esportes e broadcast.

Bob Iger CEO da Walt Disney Co. e Rupert Murdoch, Presidente e CEO da News Corp. fizeram o.acordo.

A Fox também conversou com a empresa-mãe da CNBC Comcast, mas as conversações com a Disney progrediram significativamente. O acordo contempla a venda de Nat Geo da Fox, Star, redes de esportes regionais, estúdios de cinema e participações em Sky e Hulu, entre outras propriedades. O que permaneceria na Fox inclui a divisão de notícias e de negócios além da rede broadcast e a Fox Sports.

O Futuro da TV Aberta

Já tem bastante tempo que ouço dizer que a Televisão Aberta irá acabar e que tudo esta mudando para Internet. Bem, é mais que provável que o futuro seja esse, mas talvez esse futuro não esteja tão próximo e talvez não seja essa maravilha toda, a não ser para as teles, para o Google, Facebook e etc.   Iremos abandonar açodadamente o nosso negócio para depender do negocio dos outros?

Ontem li um e-mail do Frederico Rehme onde ele fala com muita propriedade dos cuidados com esse futuro:

“Na minha opinião, o momento é de “um olho no gato, outro no peixe”. Não há dúvidas sobre a direção (sobre os detalhes, sim) do futuro da mídia, e temos a obrigação de estar atentos, e até de fazer esse tal futuro. Mas uma coisa é certa: apesar dos pesares, os números mostram, o maior negócio de mídia, no mínimo no Brasil,  em volume de dinheiro, em alcance, em pluralidade, em justiça social, ainda é a tv, e do modelo aberta.  Vejam: quando algo da internet bate seus um milhão de viwers (sabe-se lá por quantos segundos), é sucesso. Se o jornal da noite de qualquer das principais emissoras bater esse número por 30 minutos, é o mínimo que se espera”.

 

Homo Sapiens

Homo Sapiens

De criatura à imagem e semelhança de Deus à exterminador da natureza

Estima-se que a evolução do gênero Homo (humano) tenha iniciado há 2,5 milhões de anos atrás, dando origem à várias espécies de humanos que evoluíram, algumas conviveram e até se miscigenaram: Neandertal; Erecto; Rudolfensis e vários outros espécie além do Sapiens.

O humano Homo Sapiens surgiu na costa oriental da África há 200 mil anos.

A partir daí essa espécie do gênero humano iniciou um processo de migração para todo o planeta.

Há 70 mil anos, 130 mil anos após o seu surgimento, ocorre Revolução Cognitiva, os Sapiens então experimentam um desenvolvimento extraodinários e iniciam o povoamento de outros continentes.

Há 45 mil anos eles chegam à Austrália, talvez o feito mais importante da história humana!

Na Austrália os Sapiens encontraram uma fauna e flora exuberante, mas em apenas alguns milhares de anos, das 24 espécies de animais com mais de 50kg apenas uma sobreviveu!

Extinções semelhantes ocorreram nos milênios seguintes em outra partes do mundo onde os Sapiens chegavam.

O Homo Sapiens foi o primeiro e único da espécie humana a chegar à América.

Quando lá chegaram ha 16 mil anos, havia no continente uma fauna extraordinária: preguiças de mais de 8000kg; camelos; tigres; mastodontes; etc. em menos de 2 mil anos 34 dos 47 espécies de grandes mamíferos haviam sido exterminados. Na América do Sul 50 das 60 espécies desapareceram. Os tigres-dentes-de-sabre que viviam na região por mais de 30 milhões de anos, desapareceram após a chegada dos Sapiens. (1)

Existem fortes indícios que os Sapiens exterminaram os outros humanos contemporâneos.

A espécie cachorro, por exemplo, tem vários tipos: Dobermans; pastores alemães; baces; etc, todos conviveram e convivem até hoje e às vezes até procriam. O que aconteceu com os humanos? Os neandertais; os erectos; os Sapiens conviveram durante um tempo, até mesmo no mesmo território. O que aconteceu para somente os Sapiens terem sobrevividos. Será que os Sapiens exterminaram os outros humanos?(2)

O Homo Sapiens continua exterminando a natureza só que não percebemos pois estamos vivendo e os atos recentes não podem ser observados numa perspectiva histórica. Mas muitas espécies estão em risco de extinção, a lista é enorme: baleias, tubarões, golfinhos não devem resistir por mais 50 anos. O desrespeito e a maldade com que ainda atualmente tratamos os outros animais pouco mudou.

Intoxicamos os gansos para seus fígados fiquem anormalmente grandes e assim produzir uma maior quantidade de pate.

Separamos os bezerros recém nascidos de suas mães para que possamos produzir mais leite sem perda.

Mantemos gado confinado para que possam atingir o peso de abate o mais rápido possível.

Talvez você que leu esse texto aumente sua consciência.

O texto acima é um breve resumo da Parte 1 de “Sapiens – Uma Breve História da Humanidade”.

Yuval Noah Harari ISBN 978-85-254-3218-6

(1) “Late Quaternary Extinctions: State of the Debate” e

“Assessing the Causes of Late Pleistocene Extinctions on the Continent”.

(2) “Warless Societies and the Origin of War”.