A TV Viverá para Sempre

Por Ann-Marie Corvin

15 Setembro 2017

IBC 2017

A TV está aqui para ficar para sempre e aqueles que previam sua queda estão errados, de acordo com o chefe de distribuição da TF1 , Fabrice Mollier.

 

Fabrice Mollier fala com Caroline Frost Mollier, acrescentou que os pessimistas provavelmente trabalham em publicidade, de acordo com o chefe de distribuição da TF1, Fabrice Mollier.

Compartilhando uma série de estatísticas que criaram o caso para o futuro saudável e onipresente da TV comercial, fez uma participação de cortesia na sessão da manhã desta quinta-feira, a TV não está indo para qualquer lugar, Mollier argumentou que a TV está no cerne do uso de vídeo.

De acordo com Mollier, na França, 4,6 milhões de pessoas assistem televisão todos os dias, independentemente da tela, enquanto as pessoas de 45 milhões assistem televisão ao vivo diariamente em uma tela de TV. Mollier acrescentou que o público cativo da TV aberta também não está pressionando o desligamento da TV tão rápido quanto os analistas previram uma vez.

 

“Apesar de uma década de perturbação, a TV padrão manteve-se resiliente” Mollier pegou o mercado mais perturbador da Europa – o Reino Unido – e demonstrou como a televisão representa 57% de todo o consumo de vídeo digital. A TV também tem a liderança no consumo de vídeo digital na França (93 %), Irlanda (69%) Suíça (93 %) e Canadá (62 %).

 

Uma das razões pelas quais a morte da TV foi tão exagerada foi que os próprios anunciantes tenderam a subestimar o consumo de TV, afirmou Mollier.

 

Em um estudo da emissora comercial britânica ITV, os anunciantes tendiam a subestimar a quantidade de pessoas “normais” de TV vistas por dia em quase 50 minutos. Ele acrescentou que a verdade era que, apesar de uma década de interrupção, a exibição de TV padrão permaneceu resiliente. Usando o Reino Unido novamente como um caso em questão, onde 89% dos domicílios têm acesso à internet, a exibição de TV permaneceu estática às três horas e trinta minutos por dia.

No entanto, se a TV continuaria a sua resiliência e desafiar seus “profetas do apocalipse”,  é um ponto irrelevante. Mollier disse que a TV seria para sempre – mas quando o público da sessão IBC foi entrevistado, apenas 20% da audiência concordaram com ele, com 80% dando TV apenas mais 10 anos.

Anúncios

Nielsen Está de Olho no Consumo de Noticias na Televisão: Quem vê? Onde? E quanto?

Nielsen, que é o principal instituto de pesquisa de audiência dos Estados Unidos, no seu relatório de resultados do primeiro trimestre de 2017, mostra o consumo de notícias locais; seu crescimento, sua diversidade de telespectadores e seu papel extraordinário.

Nos 5 principais mercado, o tempo gasto assistindo noticias aumentou de 39,7 bilhões de minutos para 44 bilhões de minutos, comparando o primeiro trimestre de 2016 com 2017, foi um crescimento de 11%.

Na média semanal, as notícias locais chegaram a 40% das pessoas na população demográfica 25-54. Isso é comparado a 32% para notícias nacionais e 7% para notícias por TV a Cabo. “No mesmo período, os adultos passaram 2 horas e 22 minutos assistindo notícias locais, que é mais que o dobro da quantidade de tempo gasto assistindo a transmissão de notícias nacionais”, escreve Justin La Porte, VP de Pesquisa de Audiência Local da Nielsen.

Aqui estão os principais mercados de notícias, em medidores de pessoas:

 

Em termos de quanto tempo as pessoas gastam assistindo notícias locais, ou notícias de transmissão ou cabo nos mercados da LPM, os telespectadores em Pittsburgh (#23 ) e St. Louis (#21 ) não podem receber notícias de TV suficientes. E, nenhuma surpresa para as pessoas em San Francisco / San Jose / Oakland (# 6), o tempo gasto assistindo notícias lá atrasa. E em mercados que usam set meters, Nashville (# 9) e Ft. Myers / Nápoles (# 6 ) são tops com Memphis (# 5 ) o maior consumidor  de noticias locais.

Diretor de Produtos do Facebook Salienta o Impacto do Vídeo

O consumo de vídeo no Facebook está “explodindo” e em breve constituirá três quartos do tráfego de dados móveis da empresa, de acordo com o Diretor de Produto do Facebook, Daniel Danker.

Daniel Danker, que fez um discurso para a abertura no IBC, disse que o conteúdo do vídeo atualmente representa 50% de todo o tráfego de dados móveis da empresa. “Esperamos que ele cresça para 75% nos próximos cinco anos”, disse ele.

 

O Facebook lançou uma plataforma de vídeo original Watch há duas semanas nos EUA, permitindo que os usuários encontrem conteúdo serializado na plataforma, com o Danker descrevendo como a rede social vem trabalhando com editores para produzir conteúdo para a plataforma.

 

A Watch também permite que os editores criem grupos que os conectem com a audiência – permitindo que eles se envolvam com sua comunidade entre episódios – particularmente através da seção de comentarios.

Danker disse que gêneros como a reality shows, esportes ao vivo e comédia serão significativos. Ele listou alguns dos novos conteúdos experimentais que o Facebook colocou na plataforma, incluindo Humans of New York, uma série semanal baseada em um foto-blog de Brandon Stanton, uma série de bastidores Hala Madri sobre o time de futebol espanhol Real Madrid e Returning the Favor – uma série baseada em americanos comuns que fazem boas obras. “Qualquer produtor pode encontrar um público cativo na Watch”, disse Danker. “Os shows são apresentados aos usuários com base em seus interesses – por isso é personalizado, para os usuários terem a chance de se conectar com os shows que seus amigos estão observando. Além disso, há uma lista de exibição para você não perca nada. ”

Danker confirmou que o Facebook ira expandir a plataforma Watch para territórios internacionais, permitindo que mais emissoras descubram comunidades de fãs apaixonados . É uma nova plataforma que permite que os radiodifusores façam algo para a audiência do Facebook.

 

O Facebook vem testando vídeos de cerca de 6-7 minutos de duração na plataforma, e a plataforma já viu esportes ao vivo, como Major League Baseball. “É interessante ver a reação – e como uma comunidade é construída em torno de esportes ao vivo. Nós estamos semeando o ecossistema com o conteúdo encomendado dos editores para ver o que funciona.

 

Conteúdo esportivo

Kim Poder o CEO dinamarquês do Modern Times Group disse que

sua empresa estava testando mais de 500 horas de conteúdo esportivo ESL no Facebook

 e que plataformas como o Facebook e o YouTube estão se tornando novos parceiros importantes para broadcasters.

“Para nós, é uma nova maneira significativa de chegar ao público. Se você deixar de lado o Facebook e o YouTube, você precisa ter uma boa resposta sobre por que você está fazendo isso. “Você precisa estar onde estão os consumidores”, disse Kim Poder, que descreveu em sua keynote como a MTG se reinventou de uma tradicional emissora em uma plataforma que oferece eSports, jogos online e redes de vídeo digital, como a Zoomin TV. “Não seja um gato gordo – mas mude seus modelos de negócios e se adapte a novos públicos”.

 

Kim Poder da MTG, que comprou uma participação majoritária na empresa de esportes eletrônicos ESL em 2015, está em busca de mais empresas de Games como a recem adquirida InnoGames, com o objetivo de desenvolver grandes públicos-alvo de jogos online e eventos especiais ao vivo.

Kim Poder apelou para as redes de transmissão existentes para observar atentamente as rápidos mudanças nos padrões de consumo de vídeo e se adaptar às novas formas pelas quais o público deseja consumir vídeo.

Falando hoje na abertura da conferência do IBC, sobre o Futuro da Televisão Broadcast, Poder disse: “É importante lembrar que há muitos novos concorrentes chegando, então não seja um gato gordo sentado em suas mão – mas altere seus modelos de negócios e se adapte às novas audiências “.

 

Poder também recomendou que as emissoras observassem cada vez mais o modo como o vídeo está sendo assistido, particularmente entre os espectadores que estão consumindo quantidades maiores de vídeo em plataformas móveis e sociais e estão investindo menos tempo com plataformas de transmissão tradicionais.

 

A boa notícia é que o consumo geral de vídeo está aumentando, com os fornecedores de OTT (Over-the-top content) esperado para representar 32% do mercado até 2020.

 

A questão é que a maneira como as pessoas estão assistindo está mudando  empurrando o declínio da TV tradicional. Alguns canais para crianças, por exemplo, perderam mais de 50% de sua visualização nos últimos três anos.

Com “Polícia Federal – A Lei É Para Todos”, o cinema brasileiro se destaca no feriado

POR REDAÇÃO

O fim de semana trouxe bons resultados de bilheteria ao cinema brasileiro. Enquanto “Polícia Federal – A Lei É Para Todos” alcançou um público de mais de 470 mil pessoas, “Lino” bateu o recorde de maior abertura de uma animação nacional, levando mais de 115 mil espectadores ao cinema.

Quanto ao thriller da New Cine & TV dirigido por Marcelo Antunez, estreou em 737 salas durante o feriado de 7 de setembro e se consagrou como o filme de maior abertura entre os nacionais de 2017.

Antes da estreia, o diretor da Downtown Filmes, Bruno Wainer, disse a TELA VIVA que o longa era aposta na busca por grandes bilheterias  fora da do gênero comédia. Segundo ele, não é fácil romper a barreira da classe C, sobretudo com filmes “sérios”. “Para ir bem, tem que ir bem em Aricanduva”, disse.

Dirigido por Marcelo Antunez, o thriller monta o passo a passo da investigação e os esforços para desvendar o esquema de lavagem de dinheiro e desvios para pagamento de propina para executivos de uma estatal do petróleo, empreiteiras, partidos políticos e parlamentares. Com roteiro de Gustavo Lipsztein e Thomas Stavros, o longa tem distribuição da Downtown Filmes/Paris Filmes.

IBC 2017 Começa em uma Semana

IBC2017

CONFERENCE // 14-18 SEPTEMBER

EXHIBITION // 15-19 SEPTEMBER

 

Na exposição serão mais de 1.700 exibidores e mais de 55.000 profissionais inscritos.

No congresso serão mais de 90 sessões, 400 palestrantes e um novo serviço de streams incluindo um dia dedicado a tecnologia em esportes.

IBC 2017

IBC 2017

 

O IBC 2017 terá dois convidados extraordinários: Sophia e oProfessor EinsteinTM.

Sophia é o robô mais recente e avançado de Hanson Robotics, com expressões extremamente humanas e Inteligência Evolutiva (Evolving Capacities) que lhe permite conversar e construir relacionamentos.

 

Inteligência  Evolutiva é o conceito no qual a educação e os programas de desenvolvimento levam em conta a capacidade da criança e do jovem para exercer direitos por conta própria. O conceito de Inteligência Evolutiva é aplicado internacionalmente como uma alternativa aos conceitos populares de desenvolvimento infantil e juvenil. Esse conceito está presente na Convenção Internacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

 

Sophia e o Professor Einstein foram criados e desenvolvidos por Dr. David Hanson, Ph.D, fundador e diretor geral da Hanson Robotics. Juntos com o Dr Hanson, eles estarão presentes na Tech Talks Keynotes: “The Future with Robots that  Are Like Us”, no domingo, 17 de setembro, como parte do dia que discutirá a aceleração das tendências e tecnologias do futuro.

 

O Dr. David Hanson construiu uma reputação mundial para a criação dos robôs mais humanos e empáticos do mundo, dotados de expressividade notável, estética e interatividade. Ele produziu muitos personagens de robô renomados e únicos que receberam mídia maciça e aclamação pública.

O professor Einstein é o primeiro robô pessoal da Hanson Robotics. O Dr. Hanson juntou-se com Andy Rifkin, um inventor de brinquedos com mais de 40 anos de experiência, para desenvolver um robô que honraria o caráter de Albert Einstein e o estilo de ensino exclusivo de explicar tópicos complexos de forma que todos pudessem entender. O professor Einstein joga jogos educacionais, compartilha fatos científicos e responde perguntas sobre uma variedade de tópicos.

No IBC Sophia, o professor Einstein e o Dr. Hanson discutirão como a robótica e a inteligência artificial se tornam uma parte predominante da vida das pessoas, com robôs que podem aprender criatividade, empatia e compaixão. Michael Crimp, CEO da IBC, disse: “Nossa série de TechTalks Sunday oferece uma oportunidade privilegiada para vislumbrar as tecnologias do futuro” Estamos incrivelmente ansiosos para conhecer o Dr. Hanson, Sophia e o Professor Einstein no IBC para discutir o futuro da robótica e inteligência artificial, bem como as possibilidades que eles têm para melhorar a vida humana “.

Focus 10 – A Beleza é Fundamental

                    

zoom-6-banner3

Quem procura a beleza, quem retrata a beleza quem registra a beleza vai adorar essa luminária. Um “On-Camera LED Spot Light” com foco continuamente ajustável.

 161010-room-girl  mulher

No inicio ela encanta pelo seu design e pela sua leveza.

 z10-2  img3072

A seguir pelos seus recursos

.

161010-especificacoes 161010-girl-shadows

E por fim o mais importante, a beleza da sua luz.

 161010-tlci-bars-diagram  161010-spectrum

São incríveis 97.8% de TLCI – Television Lighting Consistency Index.

Em breve essa e outras novidades estarão disponíveis na Linha 2017 da Energia.

IBC e a luz FullSpectrum

IBC

O IBC 2016 teve uma unanimidade: a luz de Full Spectrum, a luz 4K.

Obvio! A consolidação do 4K levou a isso. Com seu enorme espaço de cor e com maiores latitudes de contrastes, a produção em 4K exige uma iluminação compatível com a capacidade de registro dos sensores 4K.
A produção em HD antecipou o problema, mas agravou mesmo com o 4K. Não foi só um incremento na quantidade de cores mas também na gradação tonal.
O novo índice de avaliação de luz, o TM30, proposto pela IES deixa isso muito claro. Ele mede não apenas mais cores (100 cores contra 16 do TLCI e apenas 8 do CRI) mas esse novo índice mede a saturação.

É chato dizer mas já falávamos disso em 2013, em 2014 fomos os pioneiros em lançar uma linha de luminárias de LED Full Spectrum.
A “fila” está andando rápido demais. Tem muita gente boa que ainda nem entendeu o CRI, mas o padrão já mudou para o TLCI e agora é o TM-30.

Assim, você tem 3 alternativas: usar a luz do Sol, tentar ressuscitar o falecido tungstênio ou avançar para os LEDs Full Spectrum da Energia.

TV Jornal – 100% LED

A TV Jornal foi a primeira emissora a transformar 100% de seus estúdios para LED.

A transformação foi consequencia de um estudo, de uma tomada de decisão consciente e fundamentado em viabilidade econômica.

Os fundamentos dessa decisão foram:
160715 - TV Jornal 3

1. Qualidade da luz compatível com as câmeras HD e

2. Economia de energia.

 

 

Medidas da situação existente anteriormente registraram o consumo de energia, o nível de iluminamento e a qualidade da luz utilizada.

Um projeto foi realizado, definindo os alvos a serem atingidos.
A viabilidade econômica foi demostrada pelo ganho com a economia na conta de energia elétrica.

Com a aprovação pela Diretoria da TV, o projeto que iniciou com Jair Ventura, Gerente de Engenharia, ganhava mais dois importantes aliados, Ricardo Lima da Coordenação de Infraestrutura e da Sandra Ávila da Diretoria Administrativa do SJCC (Sistema jornal do Commercio de Comunicação).

A Energia foi contratada para um projeto tipo turn-key: anteprojeto, fornecimento dos equipamentos, projeto executivo, coordenação da instalação e treinamento de pessoal.

160715 - TV Jornal 4
A instalação, adequação e ajustes, realizados pela equipe de Silvio Andrade, responsável pela Iluminação da TV Jornal, foram concluídos nesta quarta-feira, 20 de julho de 2016.

 

Os resultados superaram as expectativas.

O Projeto indicava 24 meses para retorno do investimento, mas as medidas preliminares após a inauguração, demonstram uma

160715 - TV Jornal 1

economia de consumo elétrico que anteciparão em 6 meses o retorno dos investimentos nível de

iluminamento do Estúdio C ficou em média 70% acima da situação existente anteriormente e 20% acima do projetado.

 

A qualidade da luz foi transformada de 70% de CRI para acima de a 95%. Refletindo no aumento da percepção de qualidade da imagem no “ar”.

IMG_3237

Segundo Alvaro, Coordenador de Manutenção, todos os envolvidos, produtores, apresentadores, os câmeras, etc, todos ficaram muito satisfeitos com a transformação para LED. Nos próximos dias serão de ajustes e de aprendizado desta nova tecnologia de iluminação.

Tudo medido! Antes e depois.

160808 - Spectrum-CRI-Med

O Gerente de Engenharia, Jair Ventura juntamente com Ricardo Lima, Coordenador de Infraestrutura, estão preparando um Relatório de Resultados, que apresentará todas as medidas elétricas e luminotécnicas para fundamentar de forma inequívoca o acerto da decisão da Diretoria da TV Jornal que resultou na primeira emissora de Televisão a ser totalmente LED.

Quem quiser comprovar é só visitar a TV JORNAL e conversar com seus gerentes.